Uma Biblioteca de boas ideias

deschuteslib01

Fórmula do sucesso no centro de Oregon: conheça os usuários, encontre as oportunidades e aja com energia

por Deborah Fallows, para o The Atlantic

Em 2010, os administradores do sistema de Bibliotecas Públicas de Deschutes, na linda região desértica do Oregon, tiveram uma ótima ideia. Como parte de sua pesquisa sobre a utilização da biblioteca e necessidades de  seus usuários, eles também filmaram algumas seções de Perguntas e Respostas com os moradores da comunidade sobre a biblioteca. Para Todd Dunkelberg, o diretor das seis bibliotecas Deschutes, os resultados foram um chamado para se entender a visibilidade e familiaridade da biblioteca. “As pessoas se sentiam culpadas em não conhecer a biblioteca” ele me disse.

Depois de visitar várias bibliotecas pelo país nos últimos anos na estrada com o projeto American Futures, eu não estava tão preocupado em ouvir que outra biblioteca incrível era um segredo bem guardado. Do Maine à California, eu ouvi história após história sobre esforços para trazer residentes para acelerarem a missão que sempre evolui das bibliotecas de servir às pessoas.  

deschuteslib02

Seção infantil com computadores

Além dos anúncios tradicionais de marketing do serviço público, inserções de jornais ou email direto, as bibliotecas ficaram criativas. Os funcionários da biblioteca em Winters, California, e Columbus, Ohio, levaram às ruas, lojas e parques procurando por mães com bebês novos para atraí-las com caixas de boas vindas de livros e cartões de bibliotecas à biblioteca amigável. Em Ferguson, Missouri, após a agitação que levou ao fechamento de escolas, as bibliotecas ficaram abertas por longas horas para oferecer às crianças um lugar seguro e interessante para estarem, bem como seus próprios cartões de biblioteca.

Piso de cima da biblioteca Deschutes

Piso de cima da biblioteca Deschutes

Dunkelberg e Deschutes vieram com uma estratégia própria pra se apresentarem para as pessoas: eles renomeariam seus funcionários para “bibliotecários comunitários” e os encorajaria a carregarem a mensagem da biblioteca rica em recursos e atividades para organizações civis.

Primeiramente, Dunkelberg disse, a reação um tanto quanto intrigada dos grupos que eles foram visitar foi “por que você está aqui?”. Mas alguns anos depois, depois de ouvirem, aprenderem e compartilharem histórias, as pessoas vêem os bibliotecários vindo e perguntam a eles “como podemos trabalhar com vocês?”. Hoje em dia, os funcionários da biblioteca são representados em mais de 60 grupos comunitários da câmara do comércio ao clube da cidade, a coalisão de liderança dos sem teto e o Bend 2030, um grupo de planejamento, e muito mais.

Então o que está acontecendo nas bibliotecas Deschutes? Você pode começar com uma lista que agora parece familiar pra mim de ofertas nas bibliotecas mais ocupadas e energizadas em outros lugares: exposições de arte, clubes do livro, leituras com autores e aulas de computação. Também: programas de serviços em tópicos como segurança no carro e trânsito, auto-defesa, tudo sobre o fogo; o ofertas para adolescentes no programa STEAM (acrônimo para ciência, tecnologia, engenharia, artes e matemática). O ramo do centro do sistema também tomou o primeiro passo no “Movimento Criador”, o termo para a atual tendência pelo país em descrever pessoas fazendo tudo desde hobbies humildes até produtos tecnologicos sofisticados possibilitados por equipamentos como uma máquina de impressão 3D. Cada mês o ramo da biblioteca central tem um encontro da Segunda-Feira Criadora. O encontro de julho teve como destaque um líder criador local que apresentou multímetros digitais, um equipamento de teste comum, utilizado na indústria eletrônica, e o encontro de agosto é sobre como fazer copos a partir de garrafas de vinho.

* * *

As pessoas, organizações e ideias reformulando o país

Algumas vezes, as bibliotecas consertam problemas antigos ao invés de criar novas ofertas. Eles geralmente respondem problemas constrangedores com soluções ao mesmo tempo surpreendentes e simples, com respostas efetivas. Por exemplo, em Columbus, Ohio, as crianças estavam se comportando mal nos ônibus escolares. A biblioteca, que funcionava perto da escola, passou a oferecer caixas de livros na frente  dos pontos de ônibus para que as crianças os levassem durante o trajeto para a casa. Voilà! Elas foram vencidas pelos livros e os incidentes diminuiram. As bibliotecas Deschutes trouxeram várias respostas para problemas como este para resolver as questões locais.

Para aqueles mais velhos, que ficam que ficam incomodados com a bagunça e barulho das crianças e adolescentes mais agitados, a biblioteca oferece um horário exclusivo antes da abertura, para que eles possam aproveitar a biblioteca em silêncio.

Para aqueles adolescentes que frequentam a escola mas não vão à biblioteca porque não tem meios próprios de transporte – teriam que vir de bicicleta e ou à pé. A biblioteca vai até eles. Eles podem solicitar os livros e eles são entregues pela biblioteca na escola.

deschuteslib04

Seção infantil na biblioteca Deschutes

Para os leitores ainda mais pequenos, bibliotecários costumavam dar pequenos brinquedos como brindes nos programas de leitura do verão até que eles frequente e infelizmente os achavam descartados no chão. Eles então pensaram “Somos uma biblioteca! Vamos dar livros a eles”. A troca foi gratificante, diz Dunkelberg, que às vezes trabalha  na seção infantil, apenas para manter o contato. Ele diz que as crianças amam os livros, e que livros são especialmente significativos para crianças que não os têm em casa.

Para os pré-escolares, a biblioteca principal de Bend recentemente projetou um grande espaço para jogos e brincadeiras. “Em vez de pregar” sobre a importância dos jogos, Dunkelberg disse, “nós mostraríamos como é feito.” O resultado é um espaço iluminado, bem arejado e aberto, com áreas para diferentes faixas etárias. O dia que visitei, como se fosse um sinal, uma criança saiu depois de uma menina maior, que estava “vendendo pizza” em uma loja de faz de contas. Era a melhor pizza falsa que eu já tinha visto; dava para fatiar os pedaços presos com velcro com um rolo e entregar ao comprador.

Área de brincar na biblioteca Deschutes

Área de brincar na biblioteca Deschutes

Criar um grande espaço para brincar tira muito lugar de estantes tradicionais. Dunkelberg faz coro com outros bibliotecários que ouvi quando diz que pensa na biblioteca como espaço imobiliário. A solução imobiliária está em Bend: percorra o acervo da biblioteca e então identifique e desbaste os livros que não são emprestados nunca. Cruel, mas razoável. Eu perguntei sobre os livros encalhados em sua coleção e ele disse que há não-ficção para crianças mais velhas; uma solução que ele achou através de uma pesquisa online sobre os hábitos de leitura deste grupo.

Você pode ver parte da postura otimista (e vistas dos espaços para brincar) das bibliotecas Deschutes neste vídeo:

***

Durante a última recessão econômica, houve um aumento no uso da biblioteca. O número de empréstimos aumentou. O uso de serviços como a ajuda para achar empregos subiu.  Dunkelberg viu uma oportunidade para expandir ao conhecer as novas necessidades da comunidade e  explicou o porquê de a crise é um bom momento para fazer novas parcerias. Por exemplo, às vezes, a biblioteca tem o espaço ou os computadores para oferecer enquanto as organizações parceiras tem a experiência ou a mão de obra.

Hoje, o sistema de biblioteca tem cerca de 20 parcerias formais (e incontáveis informais) para servir às pessoas com variadas  necessidades. Incluem-se aí parcerias com a AARP para ajudar em relação à assistência fiscal, com a Foundation Center para ajudar organizações sem fins lucrativos que procuram financiamento, e com Goodwill para dar aulas de montagem de curriculo.

A biblioteca também tem uma estagiária assistente social cumprindo seu estágio de pós graduação. Em parte, ela ajuda a educar os funcionários sobre a variedade de recursos disponíveis para ajudá-los a fazer o seu trabalho melhor. Quando perguntei que tipo de ajuda os usuários da biblioteca estão procurando ultimamente, Dunkelberg me disse que muitas pessoas estão tentando pesquisar sobre casas para comprar e alugar. “Você nunca imaginaria  isso apenas olhando para as pessoas que precisam desse tipo de ajuda”, disse ele, “Não é óbvio.”

Temática de super heróis na seção das crianças

Temática de super heróis na seção das crianças

A fórmula Deschutes para o sucesso da biblioteca é claro: conheça seus usuários; realize parcerias com a comunidade; identifique suas necessidades; ofereça soluções para seus problemas (mesmo antes de se tornarem problemas); e aja com entusiasmo. Além de, é claro, estar atento aos seus livros.

(Tradução livre feita por mim, pela Paula Macedo e Anita Santos).

Um Comentário

  1. Pingback: Uma Biblioteca de boas ideias | NOVOS PARADIGMAS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: