O que se faz em uma biblioteca?

 

Albert Markovski: Você pode preservar muitos espaços abertos e criar empregos para pessoas com…
Mr. Hooten: Me desculpe Albert, mas eu não terminei.
Albert Markovski: Desculpe, senhor.
Mr. Hooten: Roupas, vídeos, brinquedos, hamburgueres, carros, uma economia funcional..
Albert Markovski: Você ainda pode ter uma economia funcional e preservar espaços abertos com um pouco de planejamento.
Tommy Corn: É.
Mr. Hooten: Socialismo.
Mrs. Hooten: Socialismo. Um completo desastre.
Albert Markovski: Theodore Roosevelt era socialista? E Yeats?
Mrs. Hooten: Theodore Roosevelt…
Albert Markovski: Henry David Thoreau, Robinson Jeffers, the National Geographic Society, todos socialistas?
Mr. Hooten: Você está falando sobre socialismo.
Albert Markovski: Não, não estou. Estou falando sobre não cobrir cada centímetro com casas e shoppings até ninguém mais conseguir lembrar do que acontece no prado ao entardecer.
Bret: O que acontece no prado ao entardecer?
Albert Markovski: Tudo!
Mrs. Hooten: Nada!
Albert Markovski: Tudo.
Mrs. Hooten: Nada!
Albert Markovski: Tudo!
Mrs. Hooten: Nada!
Albert Markovski: É lindo.
Tommy Corn: É lindo.

Algumas pessoas já buscaram pelo blog procurando não só pela expressão “o que faz um bibliotecário?”, mas também pela expressão “o que se faz em uma biblioteca?”. Há alguns dias atrás assisti de novo o filme I ♥ Huckabees (ou I Love Huckabees) na casa de uma colega. Esse filme tem a tradução horrorosa de “Huckabees – A vida é uma comédia”. Apesar de ter algumas partes sim, muito engraçadas, não consigo categorizar este filme exatamente como comédia. A categorização dele estaria pra mim num inbetween entre vários temas. Tenho um interesse (ainda que muito superficial) no conceito de existencialismo, também curto o filme Waking Life, do Richard Linklater (que também fez Antes do Amanhecer e Antes do Pôr do Sol).

Só sei que essa cena do jantar na casa dos Hooters me impressionou bastante nas duas vezes que assisti: há anos atrás e há dias atrás. E hoje fiz essa conexão meio maluca entre essa cena do filme e a biblioteca. As pessoas perguntam “o que se faz em uma biblioteca?” é porque talvez nunca tenham ido em uma (ou tenham ido e tido uma péssima experiência) ou ainda ninguém nunca as tenha auxiliado a construir um repertório nesse sentido. Como é o caso do personagem de Bret que, aparentemente, nunca sequer viu um pôr do sol na vida, pois deve passar mais tempo fazendo escolhas mais produtivas como, por exemplo, jogar vídeo game. Com pais como os dele, meio que não o culpo por isso. Igreja, vídeo-games e pornografia: uma belíssima tríade.

O que acontece no prado ao entardecer? O que se faz em uma biblioteca?

Nada.

Tudo.

Depende tanto das pessoas que fazem a biblioteca ser o que é, quanto das outras pessoas que também dão sentido à sua existência.

É lindo.

Um Comentário

  1. Pingback: Perguntas que não calam | Index-a-Dora

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: