Entendendo a identidade cultural na pós-modernidade de Stuart Hall com Shakira

Estou começando a ler a bibliografia requerida pro mestrado e preferi começar pelos livros de áreas que eu não conheço, pra mudar um pouco os ares né, é sempre bom. Tem pelo menos uns três livros de sociologia, dois deles sobre pós-modernismo e um chama-se “A identidade cultural na pós-modernidade” de Stuart Hall. É um livrinho deveras interessante e a questão de identidade sempre me deixa intrigada. O início do livro é bastante didático e depois alguns assuntos como globalização e conceito de nacionalidade são discutidos. Pois bem. No início autor trata rapidamente sobre três concepções de identidade que servem para embasar a argumentação do restante do livro. As concepções de identidade, para o autor, são:

a) O sujeito do Iluminismo: “indivíduo totalmente centrado, unificado, dotado das capacidades de razão, de consciência e de ação” (p. 10)

b) O sujeito sociológico: “A noção de sujeito sociológico refletia a crescente complexidade do mundo moderno e a consciência de que este núcleo interior do sujeito não era autônomo e auto-suficiente, mas era formado na relação com “outras pessoas importantes para ele”, que mediavam para o sujeito os valores, sentidos e símbolos (…) De acordo com esta visão, que se tornou a concepção sociológica clássica da questão, a identidade é formada na “interação” entre o eu e a sociedade”. (p. 11)

c) O sujeito pós-moderno: “(…) conceptualizado como não tendo uma identidade fixa, essencial ou permanente (…) O sujeito assume identidades diferentes em diferentes momentos, identidades que não são unificadas ao redor de um “eu” coerente” (p. 12-13)

Depois de ler isso, parei por um momento e gargalhei alto e sozinha no ônibus. E fiz isso porque derrepentemente rolou uma associação com este meme que apareceu no meu GReader esses dias:

shakira-evolution

Pronto.

Eu nunca mais vou esquecer das concepções de sujeito do Iluminismo, sujeito sociológico e sujeito pós-moderno de Hall (1998).

Obrigada, Internet.

Referência

HALL, S. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: DP&A, 1998. 100 p.

Um Comentário

  1. Tem forma de aprender melhor que essa?! hahaha
    Adorei!! :)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: