Sobre dar aulas

Como disse no post anterior, em agosto agora comecei a dar aulas na Unifai, como professora visitante. Até então foram três encontros (dos quatro que estão programados) e pude ter uma ideia de como é estar ‘do outro lado’, uma vez que até então sempre tinha sido aluna. Há algum tempo já entendi que alguém que dava aulas o fazia por um motivo maior do que simplesmente ensinar. Tratavam-se de pessoas com projetos (consistentes ou não) de uma vida inteira, de autores, pensadores e pesquisadores de uma determinada área de conhecimento.

Mas bem antes disso eu também já sabia e era consciente de que sala de aula não era lugar de imparcialidade e neutralidade – e algum lugar de fato o é por completo? – e que aquele momento de aula era (ao menos em tese deveria ser) muito mais do que repassar conteúdo encaixotado, one size fits all. Planejar e preparar uma aula de verdade não é exatamente a coisa mais simples do mundo. Tratam-se de algumas boas horas de leitura e de sistematização de conteúdo, que precisam ser alinhadas e equilibradas com criatividade, de forma razoavelmente atrativa (dependendo do caso com algumas dinâmicas e metodologias) e, dependendo do contexto, com alguma ajuda das famigeradas tecnologias da informação. Bem, essa é a parte prática, né?

Alunos da minha disciplina, numa dinâmica de Card Sorting para entender como funciona.

É um tanto quanto sedutor acreditar que basta criar conteúdo que o resto “meio que se encaminha sozinho”, mas sabemos que não é bem assim que funciona. Tudo é uma construção e essa construção também se trata – na verdade principalmente – de relacionamentos. Talvez seja também este um dos motivos pelos quais nunca me animei em dar qualquer aula ou curso via EAD. Não que eu não acredite que funcione, mas talvez porque eu não acredite que seja pra mim, pro meu perfil. Acho mais interessante conhecer as pessoas, conversar com elas, entender o que pensam e sentem, suas expectativas, etc. e isso indubitavelmente acontece melhor presencialmente.

Já escrevi/traduzi muitas coisas e tenho algumas linhas de pensamento pelas quais me fio, mas ainda não me considero “uma autora” – se as pessoas me consideram, já são outros quinhentos… Para mim, eu ainda não publiquei nenhum livro ou algo que considere uma obra realmente relevante. E talvez isso nunca aconteça também, mas aí é outro papo.

Para o momento, em relação sobre o que achei de dar aulas e sobre como me sinto em relação a isso o resumo é: nunca fui tão aluna na minha vida. Criar e repassar conteúdo (pois ainda estou nessa fase) é estimulante de um modo que eu jamais tinha experimentado até hoje. Me obriga a pensar e a fazer pesquisa. Mesmo, de verdade. E implica em responsabilidade, em certa medida, com os outros. Não dá pra repassar qualquer coisa, de qualquer jeito e definitivamente este não é um bico, não. Ao menos eu levo isso bastante a sério.

Sábado passado uma das alunas apresentou o seminário da disciplina e vi que ela entendeu os conceitos. O exercício era fazer uma análise de um site e do que poderia ser melhorado nele de acordo com os conceitos que passei. Ela fez a análise das páginas e ao final desenhou um wireframe de interface de landing page priorizando alguns conceitos de informação que no site original estavam escondidos ou mal organizados – e isso foi muito bacana. A sensação que eu tive foi de que pela primeira vez eu estava fazendo parte de algo muito maior do que simplesmente produzir algo bom, mas operacional. Isso me trouxe um tipo de contentamento que eu ainda não havia sentido antes. Não sei se ensinar é exatamente minha vocação, mas tem sido uma experiência muito enriquecedora, em mais de um sentido.

  1. Cinara Moura

    Dorinha, que texto incrível! Sinto exatamente a mesma coisa quando entro numa sala de aula <3

  2. Ensinar me torna muito feliz e realizada no meu propósito de existir. Aprendo mais do que tudo. Amei o texto (:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: